❝ Quando você tem chance, você tenta, faz e acontece. Mas o detalhe é que você não é suficiente; nem está ao teu alcance quando é atacado pela necessidade de ter alguém. Essa necessidade bate, faz com que você goste de apanhar. O amor chega de forma calculista e te pega de um jeito, te faz de gato e sapato, e você se acostuma, já nem faz mais questão de fugir. Por quê? Porque ele é irresistível, te faz delirar com apenas um olhar, sabe fazer de um jeito que você não consegue resistir, quando ele te toca você já está presa ali, nele. Ahhhh! Quando ele te beija, todos os seu pelos se arrepiam pedindo mais e mais, sua boca anceia por mais beijos, seus lábios gritam pelo toque dos lábios dele, suas mãos, sua pele, seu braço, seu corpo por inteiro deseja estar colada ao corpo dele, que os dois se tornem apenas um. Quando você se prende, acaba desejando estar mais com a pessoa do que com sua própria sombra. Eu queria poder dizer que é passageiro, mas quando se ama de verdade, você não consegue esquecer, nem que se passem mil anos. É engraçado como a gente passa tanto tempo querendo encontrar alguém e quando encontra, parece sofrer mais do que quando se sentia sozinha. Amar é bem mais complicado que resolver cálculos matemáticos. Mas acontece que amar, mesmo que com suas complicações, é a coisa mais maravilhosa que possa existir. Não existe um ser humano que consiga viver sem amar, por mais que tentem escapar, o amor uma hora ou outra vai aparecer e vai transformar sua vida de cabeça para baixo, até que em um certo momento você desiste de tentar fugir e se entrega de corpo e alma. E aí já era. Você é totalmente do amor. Você sofre mais do que se estivesse liberta do amor, mas você também ri muito, tem a alegria do seu lado. Você fica triste, acabado, derrotado, se sentindo como se não fosse o suficiente nunca, apanhando cada vez mais do amor, mas ele vem e te mostra que não, que você estava errado. Ele vem e te mostra a felicidade mais pura e plena, mostra que acima de tudo ele vai te fazer mais feliz do que nunca. Porque o amor nasceu para te conquistar, com um jeitinho doce de quem não quer nada ele faz com que vire tudo. E a única coisa que você vai querer é ter o bendito amor pra sempre na sua vida.”
- Escrito por Paula, Leticia B., Juliana e Ana Laura em Julieta-s. 
❝ Há pessoas que dão pena, outras, asas.”
- Desconheço. 
❝ Entre fábulas
contos
crônicas
histórias
novelas;
a poesia sempre será a bela
e o poeta, a fera.”
- Otávio L. Azevedo  
❝ Tem palavra que parece tão seca,
que a gente chora
pra vê se ela molha
pra vê se a alma aceita.”
- Otávio L. Azevedo 
❝ Eu não preciso chorar para mostrar que estou triste. Nem gritar para dizer que sinto dor. Muito menos sorrir para Deus e o mundo para provar que sou feliz. Não preciso aparentar para ser, demonstrar para estar. Meu mundo acontece aqui dentro. E ele não é menor ou maior que o seu: é simplesmente o meu. Ele é meu com todas as letras, ele é meu em cada palavra, com todos os silêncios, com todos os incêndios. Eu ouvi meu choro, eu escutei meu grito, eu senti minha dor e eu gargalhei em paz sem precisar invadir o seu mundo com coisas tão minhas, com coisas tão lindas, com coisas tão findas que se repetem infinitamente: aqui dentro.”
- Eu me chamo Antônio  
❝ Se soubesse que seria a última vez, teria te abraçado mais forte.”
- Marina   
❝ Eu quero sumir, mas ao mesmo tempo quero ficar. Você chegou e mudou todos os meus planos, mudou completamente minha vida.”
- Nessa Cross 
❝ Sou quem te cuida, mesmo longe. Quem te protege, mesmo ausente. Quem te espera, mesmo cansada. Quem te adora, mesmo ignorada. Quem te aceita, mesmo com todos os teus defeitos. E, acima de tudo, sou quem te ama. Hoje e amanhã e depois e sempre.”
- Plenitude. 
❝ Você provavelmente vai rir de mim nesse momento mas eu gosto de você. Eu gosto de você. Da pra acreditar? Pois é, eu não acredito. Você é tão estupidamente lindo mas ao mesmo tempo não conjuga corretamente o verbo amar. Você tem fama de bom menino, mas eu sei que você não é. Sei que você falta a igreja no Domingo e odeia textos religiosos. Fica tranquilo, isso fica entre nós. Agora você deve estar se perguntando, como ela sabe disso? Boa pergunta. Eu também não sei. Só sei que daria meu mundo de vidro pra você, sem medo de você quebra-lo, eu confio que o tempo que você estiver com ele vai limpa-lo, você irá apagar as digitais que o marcam. Eu sei disso. É como, pressentimento, é como admiração. Eu acredito em você, por mais babaca que pareça, eu quero acreditar em você, e sei que quando eu não quiser, também vou. Porque eu gosto de você. Eu realmente gosto de você. Não quero que esse texto fique longo e meloso. Só quero que você saiba que eu inacreditavelmente, eu gosto de você e não estou disposta a deixar você ir embora tão fácil.”
- Bia R. 
❝ Eu sou carente mesmo, tenho ânsia de atenção. Gosto de carinho no cabelo e abraços inesperados. Gostam quando notam meu novo corte de cabelo, meu novo penteado, cada detalhe novo. Gosto de quem ri da minha piada mesmo sendo a mais sem graça do universo. Gosto quando notam que não estou bem e me perguntam o que aconteceu por preocupação e não por curiosidade.”
- Escritora de Boteco  
❝ Me enfiei em casa e não saí. Um desgosto. Leio o tempo todo. Sento no jardim. Ouço música. Tento escrever, mas não sei se quero ou se preciso, e não consigo. Umas carências.”
- Caio Fernando Abreu.  
realismos sussurrou: Oi, escrevo no imperfeitas tmb! +FF

Oie linda, muito obrigada [] seja bem vinda. Seu tumblr é perfeito ^-^

❝ Eu me sentei sozinha na mesa de um bordel qualquer e esperei, esperei algum estranho sentar-se junto de mim e me oferecer uma bebida, um lanche, qualquer coisa. Eu precisava provar à mim mesma que eu não seria uma solteirona morando num apartamento do tamanho de um banheiro para sempre, que eu teria algo que me motivaria a continuar vivendo. Eu precisava que um estranho me tirasse aquela terrível sensação de que Deus não tinha escrito a minha história, de que Ele me esqueceu, me deixou para segundo plano e acabou desistindo de mim. Eu precisava de alguém, um cara, uma mulher, um senhor, qualquer pessoa que conversasse comigo, perguntasse como estou, qualquer coisa. Eu não podia continuar naquele apartamento sozinha, ninguém iria notar que eu existo ali dentro. Eu saí e as pessoas continuam não me notando. Acho que sou invisível. Milhares de pessoas passam por mim todo dia, nenhuma tenta decifrar meu olhar perdido, minha tristeza. Toda a sensibilidade dos bons tempos foi perdida. Um buraco negro invadiu o coração das pessoas e tomou conta dele, exatamente igual ao que aconteceu com o meu coração. Sinto que ele não bate mais com a mesma força, sei que isso é biologicamente impossível, mas nunca entendi biologia mesmo. Eu não vou dizer que sou uma pessoa agressiva mas às vezes da vontade de espancar uma megera chamada solidão, ela entra devagarzinho e quando se vê, não há mais espaço nem para respirar. Não importa aonde eu vou, não sou notada, não sou motivo de apreciação, não sou bonita por fora e sou estragada por dentro. Pensando bem, mesmo que eu tivesse todas as companhias do mundo acho que ainda me sentiria incompleta. Acho que sou incurável. Cada parte dentro de mim, está presa numa melancolia sem fim, cada parede daquele apartamento também, tudo em volta de mim se torna preto e branco, nada tem mais cor, é como se meu coração tivesse um daltonismo incurável, incapaz de enxergar cor na vida e nas pessoas. E hoje aqui, eu só queria tentar achar um pontinho de cor, ou me iludir com um, achar um motivo, mesmo que de mentira, que me faça ver que a vida é colorida, que me faça ver que o amor existe. Pois já desisti de fazer preces que nunca serão ouvidas.”
- By: Stéfanny, Beatriz and Eduarda written in imperfeita-s.